Novidades

Projeto SURE amplia rede de parceiros

A Rede de Referenciamento no Apoio à Reintegração de Brasileiros Retornados, parte do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), ganhou seis novos parceiros.

São 20 membros formalizados nos principais estados de retorno no Brasil – São Paulo, Minas Gerais e Goiás -, além de Espírito Santo, Paraná, Paraíba e Distrito Federal. Mais parceiros – a exemplo de prefeituras, governos estaduais. universidades, entidades privadas e ONGs – poderão fazer parte da Rede.

A rede atua de forma coordenada, propiciando aos migrantes acesso a vários serviços como orientação assistencial, apoio psicossocial e socioassistencial, acesso ao mercado de trabalho e assistência jurídica.

Confira a lista de parceiros atuais da Rede:

  • Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (ASBRAD)
  • Associação Franciscana de Solidariedade (SEFRAS)
  • Cáritas Brasileira Regional Paraná
  • Cáritas Brasileira Regional Espírito Santo
  • Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC)
  • Defensoria Pública da União – São Paulo
  • Instituto Félix Guattari
  • Instituto DH: Pesquisa, Promoção e Intervenção em Direitos Humanos
  • Laboratório de Estudos sobre Trabalho, Cárcere e Direitos Humanos (UFMG)
  • Movimento Integrado de Saúde Comunitária (MISMEC)
  • Observatório da Migração Internacional do Estado de Minas Gerais (OBMinas)
  • Observatório das Migrações em São Paulo/UNICAMP 
  • Projeto Ponte
  • Projeto Resgate
  • PROVIDENS – Ação Social Arquidiocesana
  • Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste
  • Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social de Minas Gerais (SEDESE)
  • Secretaria Municipal de Assistência Social de Goiânia
  • Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Governador Valadares
  • UNIPSICO Uberlândia

OIM disponibiliza documentos sobre a COVID-19

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) disponibiliza três documentos direcionados aos migrantes sobre a pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

  • Informação geral sobre a COVID19, como sintomas, tratamento e prevenção
  • Medidas principais do estado de emergência decretado a 18 de março e em vigor em Portugal
  • Orientações sobre o bem-estar psicossocial em situação de isolamento e sobre como aumentar a resiliência nas comunidades migrantes

O material está disponível neste link em português, inglês, francês, espanhol, bengali e nepalês, mas outras línguas seguirão.

Parceiros do projeto SURE: prefeitura de Belo Horizonte

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. De acordo com o diretor de proteção social da secretaria municipal de assistência social, segurança alimentar e cidadania de Belo Horizonte, Regis Spindola, a atividade organizada pela OIM contribui para que atores locais conheçam a temática da migração de retorno e propiciem um melhor atendimento a brasileiros que retornam ao país de origem.

A rede conta com 14 membros formalizados em 5 estados: Goiás, Minas Gerais e São Paulo, que são os principais estados de retorno no Brasil, além de Paraná e Paraíba. 

Parceiros do projeto SURE: prefeitura de Goiânia

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. O secretário municipal de assistência social de Goiânia, Mizair Lemes, elogiou a criação da rede e comentou que a iniciativa pode assegurar uma melhor reintegração dos migrantes brasileiros retornados.

Parceiros do projeto SURE: governo de Minas Gerais

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. Para Ana Carolina Rezende, referência técnica da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (SEDESE), a oficina permite que entidades governamentais trabalhem com a temática e incluam os retornados no processo de construção de políticas públicas.

Parceiros do projeto SURE: Defensoria Pública

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. Defensor público federal com atuação na área das migrações e do refúgio, João Chaves disse que a rede é fundamental para assegurar a proteção e melhor atender migrantes retornados, especialmente os mais vulneráveis. A Defensoria Pública da União em São Paulo também atua na prevenção do tráfico de pessoas e presta informações relacionadas com a contratação de migrantes.

Parceiros do projeto SURE: Projeto Ponte

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. A psicanalista e coordenadora do Projeto Ponte, Liliana Emparan, comentou que a rede é fundamental não só para prestar melhor atendimento aos retornados, mas também para melhorar a articulação entre os profissionais que atuam na área. Com atuação em São Paulo, o Projeto Ponte é formado por uma equipe de psicólogos e psicanalistas e realiza atendimento terapêutico a deslocados internos, refugiados, apátridas e retornados.

Parceiros do projeto SURE: SEBRAE

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. A analista do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Alanni de Castro, destacou a importância da oficina e da rede no apoio a brasileiros retornados que pretendam empreender. O SEBRAE promove o desenvolvimento sustentável de pequenos negócios e o empreendedorismo no Brasil através de ações de assistência técnica e educação financeira. Além disso, o SEBRAE tem experiência no trabalho com o empreendeedor migrante, com iniciativas como o Projeto Remessas. 

Parceiros do projeto SURE: Projeto Resgate

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. O secretário-executivo do Projeto Resgate Brasil, Marco Aurélio de Sousa, afirmou a necessidade de a migração ser segura e de o retorno ser sustentável. Com sede em Goiás, o Projeto Resgate auxilia pessoas vítimas de tráfico e de exploração social e sexual e contribui para o retorno e a reintegração de imigrantes no Brasil. O Projeto Resgate é uma das instituições da sociedade civil eleitas para fazer parte do Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Brasil.

Parceiros do projeto SURE: OBMinas

A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. O professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e coordenador do Observatório de Migração Internacional de Minas Gerais (OBMinas), Duval Fernandes, comentou a importância do evento e da rede. O professor Duval Fernandes tem vasta experiência na área da Migração Internacional, com artigos publicados sobre temas como migração de retorno e integração de imigrantes.