A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. A analista do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Alanni de Castro, destacou a importância da oficina e da rede no apoio a brasileiros retornados que pretendam empreender. O SEBRAE promove o desenvolvimento sustentável de pequenos negócios e o empreendedorismo no Brasil através de ações de assistência técnica e educação financeira. Além disso, o SEBRAE tem experiência no trabalho com o empreendeedor migrante, com iniciativas como o Projeto Remessas.