A OIM organizou, no âmbito do projeto Mecanismo Complementar Comum para uma Reintegração Sustentável no Brasil (SURE), uma oficina de formação de formadores e criou a rede de referenciação no apoio à reintegração de brasileiros retornados. De acordo com o diretor de proteção social da secretaria municipal de assistência social, segurança alimentar e cidadania de Belo Horizonte, Regis Spindola, a atividade organizada pela OIM contribui para que atores locais conheçam a temática da migração de retorno e propiciem um melhor atendimento a brasileiros que retornam ao país de origem.

A rede conta com 14 membros formalizados em 5 estados: Goiás, Minas Gerais e São Paulo, que são os principais estados de retorno no Brasil, além de Paraná e Paraíba.